Uma era que termina…

elizabeth-taylor

Com a morte de Elizabeth Taylor também morre o último dos grandes símbolos do studio system, a geração de Hollywood com suas grandes estrelas que tinham suas carreiras controladas pelos grandes estúdios (RKO, MGM, Warner, entre outros) nas décadas de 30, 40 e 50.

Taylor na verdade foi um ícone que conseguiu, como poucos nomes da velha Hollywood, manter sua aura de estrela em torno de um novo estilo de atuação que surgia em meados dos anos 50 – o method acting. Na verdade, assistir a ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE ou a UM LUGAR AO SOL é um execício comparativo entre as performances da atriz e as de James Dean (no primeiro filme) e Montgomery Clift (no segundo filme.

Contudo, me pergunto: quem são as atrizes ainda vivas que ainda podem servir como testemunhas do studio system norte-americano? Aqui vão algumas delas:

DORIS DAY

dorisday

Só perde para Julia Roberts no quesito “atriz que mais levou público ao cinema”. Suas parcerias com Rock Hudson e o filme ARDIDA COM PIMENTA são uma delícia de assistir.

KIM NOVAK

kim_novak

A eterna Madeleine de UM CORPO QUE CAI de Hitchcock.

JOAN FONTAINE

joan_fontaine

Falando em Hitchcock, Fontaine sempre foi assombrada pela REBECCA criada pelo mestre do suspense – seja no filme, ou em sua carreira.

OLIVIA DE HAVILLAND

olivia-de-havillan

A irmã mais velha de Joan Fontaine, que viveu o célebre papel de irmã de Scarlett O’Hara em E O VENTO LEVOU. Em 2011, recebeu uma bela homenagem de Jodie Foster e todo o cinema francês na cerimônia do César.

SHIRLEY TEMPLE

shirley-temple

A mais famosa estrela mirim de todos os tempos, continua trabalhando hoje, só que em cargos diplomáticos para os EUA.

Esta entrada foi publicada em 24 quadros por segundo, Top Ten com as etiquetas , , , , , , , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Uma era que termina…

  1. Adorei o post – sou muito fã de Doris Day e, por incrível que pareça, eu só conhecia a fama de Liz Taylor, mas nunca de fato vi nenhum filme dela.

  2. Fernando Sobrinho diz:

    Eu era fã da Liz, fiquei um pouco triste com a notícia, mas a sua já frágil saúde tinha se deteriorado muito nos últimos tempos, então já era esperado…

    Liz foi uma das atrizes favoritas da minha mãe, a quem eu devo minha cinefilia. Nas décadas de 1950 e 1960, os astros do cinema exerciam uma influência bem mais forte no público. Lembro da minha mãe me contar que imitava os vestidos e penteados da atriz.

    Fama à parte, ela também era talentosa : acho irreprensível seu trabalho em Quem Tem Medo de Virginia Woolf. Também eu a adoro em Um Lugar Ao Sol, formando um belo par com Montgomery Clift.

  3. Fernando Sobrinho diz:

    E Lauren Bacall, Anderson ? Engraçado que nessas listas de sobreviventes da “Era de Ouro de Hollywood”, ela não vem sendo muito citada… Acho que ela sempre foi prejudicada pelo estigma de “viúva de Humphrey Bogart”, mas continua na ativa e encarando Lars Von Trier duas vezes,rsrs. Além disso, acho que foi uma das estrelas mais atraentes da Hollywood clássica…

    Só para terminar de chatear : a personagem da Olivia DeHavilland em “… E O Vento Levou” era prima e não irmã da Scarlett O´Hara,rsrs.

    • Anderson diz:

      Pois é… Li uma entrevista da Lauren Bacall até reclamando que todos lembram do Bogart, mas se esquecem que ela tbm já foi casada com o Jason Robards

      E valeu pela correção do E O VENTO LEVOU.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s