Bate-Blog: For Your Consideration – Crazy Old Lady Edition

melissaleo2First things first: como vocês podem usar o título “Namorados Para Sempre” sem sofrer uma síncope? Quando a gente acha que já esgotou o assunto ‘meu deus distribuidora, que tradução é essa?’, aparece um caso desses. Fiquei com vergonha pelo filme (que aliás, nem achei grande coisa. Vale penas músicas do Grizzly Bear na trilha e só).

Outra coisa: alguém me explica o que são esses FYC’s pessoais da Melissa Leo? Foi idéia dela? Da Paramount? Dos Weinstein? Também me deixaram muito constrangidos e acho, de verdade, que podem prejudicar as chances dela. Uma coisa é pedir votos em um anúncio com uma foto do personagem, com uma citação do Peter Travers e do Roger Ebert. Outra completamente diferente é pedir votos usando uma foto sua. Vestindo um casaco de pele. Em uma piscina de mármore. Awkward.

Falando em atriz coadjuvante, acredito cada vez mais em uma vitória da Helena Bonham Carter. O papel é baity, ela é respeitada, mais conhecida e, se o discurso no Bafta tivesse sido antes dos votos pro Oscar serem entregues, colocaria como imbatível. Mas é uma categoria complicada, como disse o Vinícius. Eu, particularmente, prefiro a Amy Adams (que vai ser coadjuvante para sempre, pelo visto). Não resisto a esses papéis de companheira sofredora e maltrada pela família. E o Oscar também não, então vai que ela surpreende.

Na categoria principal, acho ótima essa disputa velho versus novo, rei versus Facebook, UK versus USA. Ainda não sei em quem apostar, mas tenho pesado mais para o lado de O DISCURSO DO REI. Não sei se a Academia vai resistir e deixar de premiar um filme de época corretinho, do jeitinho que eles gostam. A última vez foi em 1998, com SHAKESPEARE APAIXONADO. Já são 12 anos!

Anderson, sobre meu amor por O GRANDE TRUQUE: adoro o elenco, adoro a história, adoro mágicos e me lembra uma época não muito distante em que a parceria Nolan/Bale ainda não me dava nos nervos.

E agora a gente entende porque o Raphael não gosta do Gondry: o mérito maior é do Kaufman, mas não tem como não respeitar por todo mundo envolvido em BRILHO ETERNO.

Felipe

Bate-blog #9 – A Tale of Two Cities

Bate-blog #8 – Da crítica, do público e do prazer da festa

Bate-blog #7 – Sobre o que a Academia não via

Bate-blog #6 – Há mérito em “filme de Oscar”?

Bate-blog #5 – Da sutileza que se passa por obviedade. E da obviedade que se passa por sutileza.

Bate-blog #4 – O Rei vs. o Facebook

Bate-blog #3 – You’re my queen. Inception, you’re my dream.

Bate-blog #2 – Sobre Nolan e um pouco de Yates

Bate-blog #1 – O Cinema em 2010

Esta entrada foi publicada em 24 quadros por segundo, bate-blog, Meu amigo Oscar com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Bate-Blog: For Your Consideration – Crazy Old Lady Edition

  1. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

  2. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s