Videografia: Chris Cunningham

chris_cunningham_videos

Bizarro. Sinistro. Inusitado. Não existe adjetivo trivial capaz de ser utilizado ao trabalho de Chris Cunningham. Com sua estética no mínimo perturbadora, o diretor realizou alguns dos videoclipes mais criativos de todos os tempos. No clique abaixo, algumas das realizações mais geniais (e dementes) de Cunningham.

Um dos primeiros trabalhos reconhecidos de Cunningham é o clipe de “36 Degrees”do Placebo. O clima gótico da banda combina muito com o estilo do diretor, e é uma pena que eles não tenham prolongado a parceria. No vídeo, o vocalista Brian Molko se encontra num pântano meio nojento, até o momento em que mergulha e encontra o resto da banda debaixo dágua. Esse trabalho inspirou vários outros clipes, inclusive no Brasil, mas nenhum com o resultado visceral do original.

http://www.dailymotion.com/swf/video/xj4im?additionalInfos=0
Placebo – 36 Degrees
Enviado por boufougik. – Buscar outros videos de Musica.

A parceria mais sólida estabelecida por Chris Cunningham no mundo do videoclipe é com o Aphex Twin. Ao lado de um dos mestres da música eletrônica, Cunningham realizou seu videoclipe mais famoso: o aterrorizante “Come to Daddy”. Considerado pela Pitchfork o melhor clipe dos anos 90, o vídeo mistura televisores possuídos, crianças malignas, velhinhas indefesas e um espírito com um bafo de onça. Não assista se você estiver sozinho.

Outro pavoroso clipe para o Aphex Twin é “Windowlicker”: começando com uma paródia daqueles típicos clichês de vídeos de hip-hop, ele gradualmente vai se tornando mais estranho quando mulheres adquirem o rosto do próprio Aphex Twin. Mas nada supera a criatura de rosto deformado que aparece perto do final. Só vendo pra crer.

Em termos de imagens doentias, acho que onde Chris Cunningham se mostrou insuperável foi no clipe de “Afrika Shox”, do Leftfield com o Afrika Bambaataa. Nele, uma figura que aparenta ser um mendigo vaga pelas ruas de Nova York sem ninguém lhe dar assistência. Só que aos poucos, esse homem vai se desfazendo e partes do seu corpo vão se quebrando, como se ele fosse feito de vidro. A cena da morte dele é de vomitar.

http://www.dailymotion.com/swf/video/xw547?additionalInfos=0
Leftfield – Afrika shox –
Enviado por zectarien. – Ver os últimos vídeos de musica em destaque

Cunningham, contudo, consegue conciliar sua criatividade maligna com imagens mais líricas. Um exemplo disso é o belíssimo clipe de “Frozen” (clipe favorito #38), de Madonna. No meio do deserto, a cantora é uma bruxa pós-moderna que se transfigura em diferentes animais, realçando o clima etéreo da música. A fotografia é do papa Darius Khondji. Cunningham depois disse não ter gostado do resultado, já que tinha imaginado algo muito mais chocante mas Madonna, control freak como sempre, limitou a liberdade criativa do diretor.

Outro lindo clipe é “Only You”, do Portishead. Aqui, Cunningham retoma a temática do clipe do Placebo, com pessoas debaixo dágua. Só que dessa vez, em câmera lenta e parecendo estar no meio de um corredor. O estranhamento causado pelas imagens ilustra o nível de sutil beleza de que o diretor é capaz.

Contudo, a obra-prima de Chris Cunningham é “All is Full of Love”, da Bjork – aquele que eu considero o melhor videoclipe de todos os tempos. Nele, o beijo entre dois robôs (ambos com o rosto da cantora) serve de testamento sobre o avanço da tecnologia num futuro desconhecido mas também sobre as incríveis possibilidades do amor. É inevitável assistir a esse clipe e não imaginar as circunstâncias por trás daquela narrativa.

O clipe mais recente de Cunningham foi para a banda The Horrors. Retomando a sua bizarrice habitual, o diretor coloca Samantha Morton jogando os intestinos para a câmera. Que tal?

Seja no universo mainstream ou no independente, Chris Cunningham sem dúvida é um dos mais criativos diretores da atualidade, tanto que seu próximo projeto é a adaptação do Neuromancer de William Gibson. Boa sorte pra ele!

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Clipografia com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a Videografia: Chris Cunningham

  1. Joao diz:

    Cara! Você me salvou!!! Já havia um bom tempo que eu estava atrás do videoclipe Afrika Shox. Achava que eu era a única pessoa que já tinha o visto! Valeu!!!!

  2. java diz:

    eu tb compartilho dessa situação, achava que era a única pessoa que tinha visto este clip, hj resolvi fazer uma busca profunda e achei, muitissimo obrigado 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s