Fotógrafos: Helmut Newton

newton-crocodile

Dos fotógrafos de moda do período clássico (Richard Avedon, Annie Leibovitz, Guy Bourdin), o mais ousado sem dúvida foi Helmut Newton. Suas notórias fotos em preto em branco retratando mulheres nuas ou semi-nuas estamparam desde páginas da Playboy até as paredes dos museus mais importantes do mundo. Morto em 2004, Newton e suas imagens durante muito tempo foram vistas como fetichistas ou até mesmo preconceituosos com relação à figura feminina. No entanto, hoje suas obras são consideradas exemplos fundamentais do empowerment da mulher pós- anos 60. No clique abaixo, algumas das minhas fotos favoritas de Helmut Newton. E muitas, mas muitas fotos NSFW – portanto cuidado.

O tema principal da obra de Helmut Newton é a sexualidade feminina. Contudo, ao invés de simplesmente mostrar as mulheres meramente como figuras-objeto, Newton coloca o corpo feminino como instrumento máximo de poder. Ao ser exibida nua, a mulher não está fragilizada mas, pelo contrário, exerce como nunca sua força. Daí a importância da expressividade do rosto das modelos, motrando que  (despidas ou não) , estão tendo o controle da situação.

helmutnewton-telephone

helmut newton-café

helmutnewton-stairs

As fotos de Helmut Newton que melhor representam a força dominadora que emana do corpo feminino também são as suas mais famosas. Na verdade, é um par de imagens que dialogam entre si através da relação moda x corpo. Na primeira foto, temos mulheres incrivelmente altas vestidas elegantemente, caminhando em poses que indicam o quanto elas são seguras de si e estão certas de sua sexualidade dominadora. No entanto, grande parte do impacto da imagem vem das várias camadas de roupas pesadas que vestem.

170big

Já na segunda foto temos as mesmas mulheres, com as mesmas poses e também com as mesmas expressões no rosto. Mas totalmente nuas, com exceção dos sapatos de salto alto. O que poderia simplesmente resultar num fetichismo barato vira uma interessante discussão sobre até que ponto  a auto-afirmação feminina precisa vir de seus vestidos e sobretudos – da moda em geral. Newton parece querer atestar que a atitude da mulher (acompanhada de um bom par de sapatos, obviamente) são o suficiente para estabelecer seu lugar na sociedade além de uma mera figura decorativa, mesmo que altamente sexualizada.

nakedwomen-helmutnewton

Talvez devido a essa obsessão com o empowerment da mulher, Newton gostava de brincar com as questões de gênero. Muitas vezes, fotografava modelos belíssimas com roupas, poses ou um comportamento tipicamente masculino.

couple-helmutnewton

helmutnewton-malefemale

Quando homens apareciam em suas fotos, eram sempre para de certa forma aumentar a sensação de que as mulheres estavam sempre no controle. Eu particularmente gosto das fotos abaixo: na primeira, o olhar da modelo diz tudo; na segunda, mesmo que as mulheres estejam em trajes sumários e nem vejamos seus rostos, o fato das mãos dadas escondidas do homem indica que há muito mais por trás (literalmente) da tradicional idéia de que o homem é a figura dominadora no sexo.

helmut-newton-man-woman

helmut-newton-women

Até hoje, uma das fotos mais discutidas de Helmut Newton é aquela que mostra uma mulher na cama atrelada à sela de um cavalo. À primeira vista, a mulher parece estar simplesmente sendo mostrada como um objeto (ou pior, figura bestial) para ser controlada, domada – literalmente ‘montada’. Não acredito que seja assim tão simples: a modelo também veste uma roupa de amazona, com botas de montaria – ou seja, ao mesmo tempo em que é o cavalo, também é o cavaleiro; ao mesmo tempo que é montada, também monta; assim como é dominada, também é dominadora. E a expressão de seu rosto vai muito além de uma mulher esperando ser subjugada.

helmutnewton-horseriding

Há uma tendência nas obras de Newton em mostrar muitas vezes o corpo da mulher como uma espécie de totem, elemento máximo da admiração mas também do medo. Entre o robótico e o animalesco, certas imagens abordam a expressividade feminina de forma pouco usual. A célebre foto de Brigitte Nielsen à beira piscina é o melhor exemplo disso.

helmut-newton-brigitte-nielsen

Ou então Grace Jones masculinizada ao lado de Dolph Lundgren.

helmut-newton-dolph-grace

Também acho lindíssima a foto das duas mulheres numa luta de esgrima estilizada. Novamente uma brincadeira pra lá de sexy com a questão não só de gênero, mas também de poder.

fencing_helmut_newton

Uma imagem que acredito que tem um quê de ‘As Meninas’ de Velasquez (só que numa versão totalmente sensual, obviamente) é um auto-retrato de Newton ao fotografar uma modelo nua. Acho interessante a composição da foto: a perna de uma modelo de salto alto que surge do nada, a esposa do fotógrafo observando do lado direito, a janela da rua ao fundo. Parece casual, mas não duvido que tenha sido tudo milimetricamente planejado.

Helmut-newton-self-portrait

Newton trabalhou para as mais conceituadas revistas de moda dos EUA e Europa: Vogue, Harper’s Bazaar, Vanity Fair. Das atrizes que fotografou, talvez aquela que mais tenha ficado imortalizada por suas imagens seja Catherine Deneuve. O fotógrafo foi responsável por vários dos cliques feitos com Deneuve durante o período em que filmava A BELA DA TARDE, de Buñuel.

helmut-newton-Catherine_Deneuve

helmut-newton-deneuve

E abaixo, em uma das poucas vezes em que trabalhou com fotos coloridas.

helmut-newton-catherine-deneuve

Outras atrizes também combinavam perfeitamente ao estilo de Helmut Newton, especialmente no que diz respeito à fisicalidade e uma certa atitude masculina. Duas das fotos que mais gosto são as de Sigourney Weaver e Daryl Hannah.

helmut-newton-sigourney

helmut-newton-daryl vanity fair

O artista raramente fazia ‘portraits’, mas existem dois que, mesmo que mostrando apenas o rosto dos fotografados, resumem o estilo de Newton: Debra Winger, suas olheiras e seu cigarro; e David Lynch com Isabella Rossellini, à época de VELUDO AZUL.

helmut-newton-debra-winger

helmut-newton-david-lynch

Madonna também já foi clicada por Helmut Newton em raro ensaio colorido para a Vanity Fair.

helmut-newton-madonna

E aqui, em uma lírica imagem em p&b.

madonna-helmut-newton

Abaixo, Carla Bruni em momento pré-Sarkozy.

helmut-newton-carla-bruni

O ensaio fotográfico em cores que mais gosto de Helmut Newton é o que ele fez com Nadja Auermann para a Vogue em 1995, onde até mesmo a deficiência e uma certa bizarrice (digna de Cronenberg) ficam sexy pelas lentes do fotógrafo. Posteriormente, essas fotos serviriam de inspiração para Jonas Akerlund realizar o clipe de ‘Paparazzi’ de Lady Gaga.

nadja-helmut-newton

helmut-newton-nadja2

helmut-newton-nadja3

O fotógrafo morreu em 2004 num acidente de carro em Hollywood. Porém, deixou uma obra vasta que até hoje serve de inspiração para artistas de várias áreas, especialmente no que se refere à sexualidade e à represantação da figura feminina.

Esta entrada foi publicada em Just Shoot Me! com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

7 respostas a Fotógrafos: Helmut Newton

  1. karine diz:

    adoro esses posts de fotografos.🙂

    eu não conhecia o helmut newton. gostei.

  2. Também não conhecia e achei extremamente ousado, no melhor sentido da palavra. Essa foto da Sigourney Weaver é famosa, de vez em quando vejo por aí. Legal saber dessa influência no clipe da Lady Gaga, tem a cara dela mesmo.

  3. Excelente artigo e grande colaboração para qualquer um que se coloque a estudar e aprender mais sobre este fotógrafo!

  4. Francine Barbosa diz:

    Essa matéria http://www.telegraph.co.uk/culture/film/filmmakersonfilm/8176308/LA-confidential-Sofia-Coppola-interview.html fala sobre a influência do Helmut Newton em “Somewhere”

    ” Bruce Weber’s Hollywood portraits were important for this film – she later emails me a picture of the actor Matt Dillon, seemingly just waking up in bed, that was in her mood book. But the biggest influence was Helmut Newton. ‘The Chateau has that kind of decadent side that I’ve always felt from his photographs,’ she says. ‘There’s a scene towards the end of the movie, where a topless girl is getting a haircut, that’s taken from one of his photos.’

    In another scene, Marco leaves the hotel in his Ferrari, passing another car that has just ploughed into a wall – a reference to Newton’s death at the hotel. In 2004 his car accelerated out of the car-park and smashed straight into a wall. He was 83, and is assumed to have had a heart attack at the wheel. ‘I was there, that day,’ Coppola says. ‘I talked to him that morning. I’m glad I met him, even though it was at the last possible moment, and I told him how much I liked his work.’ ”

    bjo

  5. odair diz:

    Amoo fotogrfia ; ai esta alguêm que realmente entende do asunto.
    parabens ao autor do poste!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s