Top 10 – Clipes inspirados em filmes

O videoclipe quando surgiu teve como modelo básico o cinema, não só na técnica mas muitas vezes também na temática. Assim, vários clipes (especialmente dos anos 80) prestaram uma interessante homenagem (às vezes cópia descarada mesmo) de filmes famosos. Mas essa moda permanece até hoje, com exercícios de paródia bem interessantes. Aqui vão os meus favoritos.

10- Believe – Lenny Kravitz (Dir.: Michel Gondry)

Inspiração: 2001 – UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO

Gondry refaz diversas cenas de 2001 tendo Lenny Kravitz como protagonista. O som um tanto psicodélico da canção combina bastante com a estética kubrickiana.

9- What’s your flava? – Craig David (Dir.: Little X)

Inspiração: A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CHOCOLATE

Um divertida releitura da história de Willy Wonka, só que dessa vez ao invés de chocolates temos CDs premiados. Eu particularmente adoro os Oompa Loompas em versão feminina e sci-fi.

8- Foolish – Ashanti (Dir.: Irv Gotti)

Inspiração: OS BONS COMPANHEIROS

Várias cenas do clássico de Scorsese são homenageadas aqui, só que com menos sangue e drogas e com uma atmosfera pimp/bling. Terrence Howard faz o papel que foi de Ray Liotta.

7- I’m Glad – Jennifer Lopez (Dir.: David La Chapelle)

Inspiração: FLASHDANCE

jlo_gladCLIQUE NA FOTO PARA ASSISTIR

LaChapelle é um dos papas da arte contemporânea, e nesse clipe mostra o motivo. Chega a ser assustadora a atenção aos detalhes nesse verdadeiro remake de FLASHDANCE. A fotografia do clipe é melhor que a de muitos filmes.

6- Rush Rush – Paula Abdul (Dir.: Stephan Wuernitzer)

Inpiração: JUVENTUDE TRANSVIADA

PAULA ABDUL RUSH RUSHCLIQUE NA FOTO PARA ASSISTIR

Paula Abdul é uma Natalie Wood saída dos anos 80 e Keanu Reeves é um James Dean um tanto insosso. Mesmo assim, o clipe é um curta-metragem interessante que faz um tributo aos melhores momentos do clássico de Nicholas Ray.

5- Express Yourself – Madonna (Dir.: David Fincher)

Inspiração: METROPOLIS

O delírio retrô de Fincher encontra no visual de Fritz Lang a atmosfera perfeita para mostrar Madonna como o símbolo máximo do ’empowerment’ feminino – especialmente através da sexualidade.

4- Kiss me – Sixpence None the Richer (Dir.: Steve Taylor)

Inspiração: JULES E JIM

Fofíssima homenagem ao mais famoso triângulo amoroso do cinema. Se a música fosse em francês, acreditaria que fez parte da trilha original do filme de Truffaut.

3- To the End – Blur (Dir.: Matthew Longfellow)

Inspiração: O ANO PASSADO EM MARIENBAD

O imenso quebra-cabeça de Resnais reduzido ao curtíssimo tempo de um videoclipe. O que poderia ser um pecado artístico, acaba servindo de contraponto interessante para o intrigante roteiro.

2- Material Girl – Madonna (Dir.: Mary Lambert)

Inspiração: OS HOMENS PREFEREM AS LOIRAS

Madonna deu em sua carreira inúmeras provas de porque é considerada a musa da pós-modernidade, mas nenhuma é mais efetiva que esse clipe. É ao mesmo tempo um exercício de estilo e um atestado do pensamento dos anos 80.

1- The Universal – Blur (Dir.: Jonathan Glazer)

Inspiração: LARANJA MECÂNICA

BLUR THE UNIVERSAL

CLIQUE NA FOTO PRA ASSISTIR

Apenas com a cena inicial do filme, Jonathan Glazer constrói toda uma atmosfera de mistério, ameaça e comicidade, onde Damon Albarn é um Alex quase tão irônico quanto o de Malcolm Macdowell. E os personagens dessa festa bizarra poderiam muito bem ter sido extras da obra de Kubrick. Não é à toa que é o meu clipe favorito #8.

Esta entrada foi publicada em Clipografia, Top Ten com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a Top 10 – Clipes inspirados em filmes

  1. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

  2. Patty diz:

    Olá! Gostei muito do blog e da lista dos videoclipes/curtametragem

    Tenho um blog sobre esse assunto passeia por lá!

    clipe-com-cine.blogspot.com

    Abraço

  3. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s