Spike Jonze 'auteur' ganha perfil no NYT

jonze-where-the-wild-things-are-nyt

A revista do New York Times do próximo domingo faz um perfil longuíssimo (7.600 palavras) sobre Spike Jonze, enfatizando obviamente os bastidores da produção de WHERE THE WILD THINGS ARE. Chamado de ‘auteur’ pela revista (o termo pelo visto não está tão fora de moda assim), há no artigo várias informações interessantes sobre a carreira do diretor e sobre o filme em si. Algumas delas que me chamaram atenção:

spike-jonze-nyt

– O processo de produção de WHERE THE WILD THINGS ARE já dura mais de uma década, com vários diretores envolvidos.

– Jonze já esteve perto de dirigir uma outra obra de Maurice Sendak, mas na época o estúdio achou suas idéias loucas demais.

– Ele já está perto de fazer 40 anos!

Sofia Coppola foi quem entrou em contato com John Malkovich para que ele se encontrasse com Jonze e ser feito o convite para participar de QUERO SER JOHN MALKOVICH.

– Aliás, QUERO SER JOHN MALKOVICH quase teve sua produção cancelada. O que salvou o filme foi a troca dos executivos da Universal.

– O artigo apresenta algumas curiosidades interessantes sobre a produção do clipe de “Sabotage” (clipe favorito #13), umas das obras-primas de Jonze.

– O tema central do artigo, como não poderia deixar de ser, é a suposta briga entre o diretor e a Warner pelo corte final de WHERE THE WILD THINGS ARE. O manda-chuva da Warner realmente confessa que se Jonze tivesse saído da produção, as coisas teriam sido mais fáceis. No entanto, nega que quisesse demití-lo.

– De acordo com a jornalista que escreveu o artigo – que assistiu ao filme – a principal razão da briga entre Jonze e a Warner não foi porque o filme é ‘dark demais’, como muitos na época noticiaram. Na verdade, o ‘problema’ do filme seria que ele não tem um roteiro bem definido, com um enredo com começo, meio e fim. É um filme que se baseia basicamente em sensações, o que foge do esquema de produções juvenis.

– Spike Jonze diz que uma de suas inspirações pro filme foi o diretor John Cassavetes.

– Jonze foi convidado para dirigir a continuação de ACE VENTURA, mas felizmente recusou!

– Um aspecto que não tem a ver com Spike Jonze mas que achei curioso: o artigo cita como fontes vários sites de fanboys como Slashfilm, CHUD e FirstShowing. Sinal dos tempos?

Esta entrada foi publicada em 24 quadros por segundo com as etiquetas , . ligação permanente.

6 respostas a Spike Jonze 'auteur' ganha perfil no NYT

  1. Charles diz:

    Após assistir o trailer, o filme do Spike Jonze passou a ser o mais aguardado do ano, para mim. Vamos ver no que vai dar… abs.

  2. Spike Jonze é um dos melhores diretores da atualidade, mas o seu novo longa, para mim, não é o mais esperado do ano. Estou mais ansioso para assistir o novo de Chan-Wook Park. Abraço!

  3. ONDE VIVEM OS MONSTROS é um filme que estou curioso em conferir, Jonze é uma revelação desta modernidade, curto muito os trabalhos dele com Charlie kauffman.

    Abraço.

  4. 1º Aniversário do CINEROAD!
    O seu blogue recebeu uma menção especial!

    Obrigado pelas visitas,
    Roberto Simões
    CINEROAD – A Estrada do Cinema

  5. Fabrício diz:

    nossa, Jonze foi cogitado a dirigir o filme do Ace Ventura!?!?!? huahuahauahaua

  6. Wally diz:

    Jonze é mesmo um “auteur”. “Quero Ser John Malkovich” é uma das mais incríveis que já vi, e não deve-se apenas ao roteiro brilhante de Charlie Kaufman. E, claro, teve “Adaptação”, outra glória.

    Só o trailer deste novo dele já me deixou emocionado… imagine o filme, então?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s