Rapidinhas

ghost-town-poster-2– GHOST TOWN: Umas das melhores surpresas que tive esse ano. O mega-roteirista David Koepp se aventura mais uma vez na direção e realiza seu melhor filme. Aparentemente, é aquela típica comédia bonitinha que usa fantasmas pra mostrar como a vida é bela e o amor é lindo. No entanto, a história é bem menos açucarada do que poderia se imaginar, e mesmo a transformação do incorrigível misantropo (Ricky Gervais, excelente) em uma figura de bom coração não é tão completa assim. Greg Kinnear está inspirado como o fantasma mau-caráter, e até mesmo Tea Leoni (que geralmente acho irritante) agrada, em sua melhor versão de Meg Ryan. A última fala do filme é de uma delicadeza que até hoje estou pensando nela.

house-bunny-poster-2– O CLUBE DAS COELHINHAS: Besteirol estrelado por Anna Faris, que merecia mais. O filme foi feito para repetir o sucesso de LEGALMENTE LOIRA e levar Faris finalmente ao estrelato, mas isso não aconteceu. Piadas geralmente sem graça e situações que ficam entre o óbvio e o estapafúrdio não ajudam.

secretarypostermain– SECRETÁRIA: Misteriosamente, nunca tinha assistido a esse filme – e realmente adorei. Tanto se falou que o filme era pervertido e um tanto imoral, mas na verdade não é nada disso. O que mais vale é que o diretor não julga seus personagens, o que por si só já dá uma leveza à produção, mesmo com cenas de sadomasoquismo light. Maggie Gyllenhaal arrasa – ela tinha que fazer o papel de uma maluca lésbica assassina e colocar uma maquiagem bem pesada pra ganhar o Oscar.

pineapple-express-poster– SEGURANDO AS PONTAS: Mais uma produção da “escola Judd Apatow” de comédia com todos os seus elementos característicos: ‘bromance’, piadas sobre filme e música, e Seth Rogen. Nesse filme, contudo, o diferencial está em fazer da maconha quase um personagem, o que eventualmente dá certo. James Franco, que deveria fazer mais comédia,  está impagável como o traficante que vive chapado. A trama amalucada que envolve uma briga de gangues pra lá de exagerada lembra até o estilo dos Irmãos Coen. Mas pra fazer esse filme, só se eles tivessem fumado um baseado.

Esta entrada foi publicada em Principal com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Rapidinhas

  1. Quero muito ver “Ghost Town”, todo mundo fala bem desse filme! “O Clube das Coelhinhas” é bem fraco mesmo, mas gosto muito do desempenho da Anna Faris. “Secretária” é muito estranho, mas também gostei…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s