Fotógrafos: Richard Avedon

avedon.jpg

Richard Avedon foi um dos grandes fotógrafos do século XX. Falecido em 2004, o artista inovou tanto em produções luxuosas do mundo da moda quanto em simples retratos de figuras históricas. Vários fotógrafos contemporâneos se inspiram no trabalho de Avedon, que permanece o pai da fotografia de moda moderna. O ápice de seu trabalho artístico é a icônica foto da modelo Dovima com os elefantes, uma aula de composição e simbolismo. (Na 2a parte do post, fotos totalmente NSFW!!!)

119d_richard_avedon_dovima_1955.jpg

Considerando o trabalho de Avedon para o mundo da moda, o fotógrafo praticamente criou em imagens o império Versace, com fotos que foram grandes responsáveis pela concepção do conceito de ‘supermodelo’. Na imagem abaixo, as rainhas da beleza dos anos 80 – Christy Turlington, Nadja Auermann, Cindy Crawford, Stephanie Seymour e Claudia Schiffer.

st5.jpg

Essas fotos para a Versace marcaram a forma que os editorias de moda são feitos até hoje – fundos neutros e ênfase nos movimentos corporais marcantes das figuras humanas centrais.

richard_avedon_ci.jpg

O nu também é elemento-chave de vários dos trabalhos de Avedon, e nas campanhas de Versace não deixaria de ser diferente.

avedon3.jpg

Falando em nu, um dos trabalhos mais famosos do fotógrafo para Versace foi a imagem de Stallone e Claudia Schiffer como um Adão e Eva contemporâneos – foto que cansou de ser imitada posteriormente.

021920081101051283.jpg

Outro trabalho de moda que marcou época foi a foto de Avedon para Calvin Klein estrelando uma Brooke Shields com cara de bebê. Foi a primeira de uma série de polêmicas com pedofilia que persegue (propositalmente) a marca até hoje.

cusl02_calvin0804.jpg

Avedon também trabalhou para o calendário Pirelli duas vezes: em 1995 e 1997. Na primeira vez, ele entregou o trabalho “Pirelli Seasons”, no qual quatro modelos foram escolhidas para representar uma estação do ano: Farrah Summerford (primavera), Naomi Campbell (verão), Christy Turlington (outono) e Nadja Auermann (inverno). As séries “outono” e “inverno” são minhas favoritas – nelas Avedon consegue de forma única associar a beleza das modelos a elementos artísticos que representam a estação relacionada. Christy, pra mim a modelo mais linda que já existiu, com sua beleza romântica, era um ‘outono’ hipnotizante

fr_kalendarz_pirelli_26089g.jpg

e Nadja Auermann com sua beleza gélida era um ‘inverno’ quase assustador de tão belo.

avedon_selected_26-10-2004_004.jpg

Já para o calendário de 1997, Avedon optou por uma estética ‘globalizada’, onde procurou selecionar as mulheres mais bonitas de cada região do mundo. As fotos fogem do padrão ‘beleza plástica’ para buscar um ideal mais estético – o que às vezes causa estranheza pela peculiaridade.

fr_kalendarz_pirelli_26090g.jpg

Falando em peculiaridade, uma das fotos mais famosas de Richard Avedon é a de Nastassja Kinski com uma cobra, miraculosamente sem o uso de photoshop. O fotógrafo disse posteriormente que tanto ele quanto a atriz esperaram pacientemente pela língüa da cobra, e com um click no momento certo o resultado final ficou impressionante.

richard_avedon.jpg

No quesito ‘retratos’, Avedon deixou para sempre sua marca, e vários de grandes nomes do século 20 foram imortalizados pela lente do fotógrafo. Três das minhas favoritas são a de Samuel Beckett, George Bush (pai) e a perfeição camelotiana do casal Kennedy:

avedon_selected_26-10-2004_001.jpg
artwork_images_396_76098_richard-avedon.jpg
jackie-john-kennedy-richard-avedon.jpg
No entanto, a série de retratos mais emblemática do artista se dá em meados dos anos 50, quando realiza um ensaio fotográfico de Marilyn Monroe tentando despí-la do glamour de sex symbol, resultando em várias das fotos mais tristes que já vi.

davidreportcom_blog_wp-content_uploads_2007_08_richard_avedon_3.jpg

Nem sempre, contudo, o fotógrafo trabalhava com celebridades. No espetacular livro In the American West, Avedon parte para o oeste americano com o objetivo de retratar pessoas comuns e sua relação com a sua região e o trabalho que exercem. Nota-se aqui uma preocupação mais social, aproximando-se (considerando-se as devidas proporções) até mesmo das temáticas de Sebastião Salgado.

richard_avedon_07.jpg
richard_avedon_04.jpg

Também gosto muito do trabalho de Avedon para a música. Sua contribuição mais famosa nessa área foi sem dúvida a série de fotos pra lá de psicodélicas que tirou dos Beatles nos anos 6o que depois serviu como encarte da coletânea Number 1.

avedon_beatles.jpg

Outra capa simplesmente linda é a do disco Peace do Eurythmics, mostrando na capa a parte de trás da cabeça de Annie Lennox, enquanto na contra-capa é a vez de Dave Stewart. É como se fosse o ‘anti-portrait’ – original e direto ao ponto.

peace.jpg

O trabalho de do fotógrafo foi belamente homenageado no musical FUNNY FACE, ou CINDERELA EM PARIS em português, onde Fred Astaire vive um fotógrafo (inspirado em Avedon) que transforma um moça simples em uma supermodelo – ninguém menos que Audrey Hepburn. Avedon foi consultor associado no filme – que tem sem dúvida um dos pares românticos mais elegantes da história do cinema.

audrey_hepburn-funny_face.jpg

Em resumo, Richard Avedon definiu o próprio conceito da imagem moderna, e vários dos grandes fotógrafos de hoje não podem deixar de ser influenciados por um dos grandes artistas do século 20.

Esta entrada foi publicada em Just Shoot Me!. ligação permanente.

6 respostas a Fotógrafos: Richard Avedon

  1. Laura diz:

    Adorei as fotos do Avedom,amo fotografia e estou realmente imprecionada com a forma com que ele conseguiu alcançar temas tão diversos, tão opostos mais ao mesmo tempo complementares…
    Um mestre na fotografia …

  2. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

  3. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

  4. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

  5. Pingback: Rosebud é o Trenó! | O blog pra quem sabe que Norman Bates é a mãe, o Bruce Willis está morto no final, Tyler Durden é coisa da sua cabeça e, claro, Rosebud é o trenó!

  6. Pingback: Fotografia e moda (VIII) – Richard Avedon

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s